Arquivos de tags: sustentabilidade

M.Pollo engajada na defesa do planeta

HORADOPLANETAMarca masculina apoia Hora do Planeta neste sábado, ads 20h30 às 21h30

Na corrida da vida é preciso fazer transformações positivas no mundo, seja em qual escala for. Comece apagando as luzes por uma hora neste sábado. A M.Pollo, empresa de moda masculina, com sede em Goiás, está engajada na defesa do meio ambiente e abraça a Hora do Planeta, neste sábado, entre 20h30 e 21h30. Apague suas luzes e reflita sobre o que você está fazendo pela Terra.

A Hora do Planeta é um movimento global que une as pessoas para proteger o planeta. No final de março de cada ano, a Hora do Planeta reúne comunidades de todo o mundo que celebram um compromisso com o planeta, apagando luzes por uma hora designada, nesse caso, amanhã, das 20h30 às 21h30.

Organizada pela WWF, uma ONG internacional comprometida com a conservação da natureza, a Hora do Planeta tem como objetivo incentivar uma comunidade global. A proposta é compartilhar as oportunidades e os desafios da criação de um mundo sustentável.

Isso tudo está intimamente ligado ao DNA da M.Pollo, a sustentabilidade, a responsabilidade social e a defesa do planeta. Em sua coleção Inverno 2015, essa postura fica ainda mais evidenciada. Intitulada Heróis Sociais, a campanha evocatoda a atitude dos homens que correm, que lutam, que amam, que brilham e inspiram um mundo melhor!

Lixo nas passarelas

Ainda tendo em pauta os temas sustentabilidade e moda, trazemos algumas imagens da exposição “Salvage – O Requinte do Resto”, da estilista Baby Steinberg, cujo trabalho está focado na reciclagem de materiais que certamente iriam para o lixo.

Nas mãos de Steinberg, retalhos de tecido se transformam em lindos vestidos, tramas a partir de sacolas plásticas compõem looks, esponjas de aço se transformam em vestido longo de um ombro só, e até mesmo restos de carregadores de celular e plástico de fitas VHS se transformam em matéria-prima para a estilista que mora no Canadá há dez anos.

Ficou interessado?

Então dá uma olhada em algumas fotos da exposição. O resultado do trabalho da estilista é incrível e inspirador.

Este slideshow necessita de JavaScript.

“Uma consumidora sustentável com estilo é consciente, antenada e mais exigente”, afirma Chiara Gadaleta

O mundo celebra hoje o Dia do Meio Ambiente. Criada em 1972, a data traz à tona as discussões, entre outros temas,  acerca da sustentabilidade. Além disto, o dia de hoje nos faz refletir de quais formas podemos inserir este conceito no cotidiano.

Neste ano, o Dia Mundial do Meio Ambiente tem um significado ainda mais importante, isto porque entre os dias 20 a 22 deste mês a cidade do Rio de Janeiro estará sediando a Rio+20, Conferência das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável.

Em entrevista concedida à Valliosa Comunicação, Chiara Gadaleta, criadora do Instituto Ser Sustentável com Estilo (SSE), contou que estará participando da Rio+20. “Iremos ouvir e trocar informações sobre como as mídias sociais e a Internet podem disseminar informações importantes sobre o meio ambiente”.

Sobre a importância do Dia Mundial do Meio Ambiente, a consultora de moda e sustentabilidade afirma: “a preocupação socioambiental deveria ser promovida diariamente”. E este é um dos objetivos do trabalho realizado por Chiara Gadaleta no SSE, movimento que tem como missão incluir a moda, as artes e a beleza nas discussões socioambientais.

É possível estar na moda e ao mesmo tempo respeitar o meio ambiente?

De acordo com Chiara, a moda pode contribuir e muito com o debate acerca da preservação do meio ambiente, se tornando, inclusive, o Upcycling da Sustentabilidade. “A moda tem o poder de viralizar mensagens e espalhar conceitos com muita rapidez. Unindo estilo, qualidade, beleza e sustentabilidade, a moda brasileira pode beneficiar este debate a nível internacional”, afirma.

Você deve estar se perguntando, mas como estar na moda e ao mesmo tempo contribuir com a sustentabilidade?

Para Chiara, o primeiro passo é parar para refletir antes de consumir. Por que comprar? Onde comprar? Por quem foi feita a roupa ou peça que irei utilizar? Com que material é confeccionada essa roupa? Essas são algumas perguntas que a consultora acredita que devemos fazer antes de consumir qualquer produto ou privilegiar alguma marca. “O ato de consumir é livre, por isso merece mais atenção. Uma consumidora sustentável com estilo é consciente, antenada e mais exigente”, conclui.

A stylist formada pelo Studio Berçot, em Paris, é uma importante parceira da Valliosa Comunicação, tendo sido atração no ano passado durante o 2º E-blogs. Clique aqui e saiba mais.

Sustainable Soles by Gucci

Plástico biodegradável é a matéria-prima da nova linha de sapatos da Gucci, mundialmente conhecida por seus produtos impecáveis. Desenvolvida por Frida Giannini, diretora criativa da grife de luxo, a coleção ecologicamente correta traz opções de calçado para mulheres e homens que se preocupam com o meio ambiente, e que nem por isso deixam a moda de lado.

Disponíveis nas cores rosé, bege e preto, as sapatilhas Marola Green trazem detalhes com o símbolo GG. Dá uma olhada:

California Green é o nome da linha masculina. Os tênis podem ser encontrados em cano baixo e alto, possuindo uma etiqueta de poliéster reciclado estampada com o logo da Gucci.

Essas peças fazem parte da coleção pré-inverno 2013. A previsão é que no final do mês de junho elas comecem a ser vendidas no e-commerce. Nos resta ficar no aguardo!

Ecologicamente correto

Pensar em produtos sustentáveis está cada dia mais em alta. No ano passado, a Gucci lançou uma linha de óculos sintetizados da mamona e está preparando ainda para este ano a apresentação dos primeiros óculos de sol feitos com madeira líquida, material também conhecido como plástico natural.

Tecnologias que economizam energia e dinheiro

Uma combinação perfeita entre tecnologia, sustentabilidade, luxo e conforto. Os fabricantes de eletrodomésticos estão se esforçando para criar produtos inspirados nestes aspectos.

De acordo com uma pesquisa realizada pela Consumer Eletronics Association, nos Estados Unidos, 60% das pessoas entrevistadas afirmaram estar preocupadas com o seu gasto com eletricidade.

Pensando em alternativas de tecnologias sustentáveis, destacamos cinco ideias. Claro, elas ainda estão distantes da realidade brasileira, mas em breve deverão fazer parte do nosso cotidiano.

Termostato inteligente

Muito usado em países onde o aquecedor é uma necessidade durante os meses de inverno, o termostato é também uma das chaves para se economizar energia nas casas. Este modelos, fabricado pela Nest Labs, consegue ajustar a temperatura da casa baseado nos horários e no estilo de vida dos moradores.

Eletrodomésticos amigos da natureza

A LG pretende lançar ainda este ano, na América do Norte, a Lavadora Smart. Com tecnologia Wi-Fi e capaz de realizar diagnósticos de problemas, ela promete reconhecer os horários fora de pico e usar a energia para seus ciclos mais demorados apenas nesse período. Além disso, como é Wi-Fi, pode ter manutenção feita pela rede de forma mais prática e rápida.

Adaptadores espertos

Empresas com a Green Plug, nos Estados Unidos, oferecem soluções para que os aparelhos sejam recarregados em casa com a quantia exata de energia – estima-se que isso seja uma das fontes de desperdício de energia. O adaptador faz com que, uma vez recarregado, o aparelho pare de “sugar” a energia da tomada.

Luzes automáticas


A automação também chegou às luzes da casa. Além da utilização das lâmpadas com LED, que consomem menos energia, agora é comum usar programas que acendem e apagam as lâmpadas dos cômodos da casa. A tecnologia é muito usada principalmente para quem está de férias e quer dar a ideia de que existe alguém na residência.

Uma cidade ecológica


A Panasonic planeja construir uma cidade ecológica no Japão em 2014. O projeto terá mais de mil casas com painéis de captação solar e até uma bateria de lítio interna, capaz de armazenar energia para sustentar a residência por até uma semana.

Brechó diferente: marca vende roupas usadas da sua própria confecção


Muito se fala em reciclagem quando o assunto é sustentabilidade, mas reutilizar para diminuir o volume de produtos, consequentemente de lixo, é uma atitude tão ou mais relevante. A marca de roupas californiana Patagonia adotou esse conceito.

Desde 2005, através de parceria com a e-Bay, a confecção vende em seu próprio site roupas usadas. Os próprios clientes enviam as peças que não usam mais para o “Used Clothing & Gear”. Estima-se que cerca de 45 toneladas de roupas já foram devolvidas para a Patagonia revender.

Além desta iniciativa, a marca Patagonia já é conhecida por outras ações pró-sustentabilidade. Várias criações da empresa utilizam materiais eco-friendly (como jeans feitos com fibras de garrafa PET). Um percentual da venda dos produtos da marca também é revertido para institutos que cuidam do meio ambiente.

A iniciativa vale de dica para as marcas brasileiras! O “Used Clothing & Gear” faz bem para o meio ambiente e também para o bolso.



Com informações de Fresta

[design] Praticidade e conforto em calçados para camping

A Timberland desenvolveu um tênis com um design super interessante. Confira no vídeo abaixo:

À venda na loja online da marca por algo em torno de R$100, o tênis além de superflexível pode ser guardado em pequenos espaços e ou até mesmo pendurado na mochila do campista. Um dos pontos mais legais nesse projeto é que o solado é feito com materiais reciclados!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fonte: Hypeness

Do lixo ao luxo

Há algumas semanas recebemos aqui em Novo Hamburgo a consultora de moda Chiara Gadaleta, que ministrou uma oficina com alunos da Universidade Feevale, tendo como linha de trabalho o reaproveitamento dos materiais descartados da empresa calçadista Via Uno | Naturezza. Nesta oficina, o conhecimento dela sobre sustentabilidade foi empregado no desenvolvimento de uma coleção de calçados. Neste post, vamos mostrar que a arte também é uma das maiores aliadas deste movimento.

A japonesa Sayaka Kajita cria uma série de esculturas usando utensílios de plástico descartados no Japão. Segundo uma crença oriental, todos os objetos são dotados de um espírito. Assim sendo, o trabalho de Sayaka é expor a forma que o espírito desses objetos possui tornando-o algo que possa se relacionar com os outros. As esculturas criadas por ela são vendidas por quantias incríveis, algo perto dos U$$ 12 mil!

 

Para saber mais sobre o trabalho de Sayaka, clique aqui.

Outro artista que dá um show é o coreano Yong Ho Ji, que cria esculturas com pneus usados! Por meio de sobreposições e derretimentos, o artista consegue obter as mais variadas formas. Para este trabalho, ele utiliza vários tipos de pneus, de bicicleta a tratores. E as esculturas são lindas. Confira:

 

Para saber mais sobre o trabalho de Yong, clique aqui.

Na atual conjuntura, o que importa é que tomemos alguma iniciativa. Podemos não conseguir nos livrar de todo o lixo que produzimos, mas estaremos no caminho certo. Levamos muito tempo para chegar nessa situação e poderemos levar muito mais para conseguirmos sair totalmente dela. Uma das iniciativas que mais deu certo nesse sentido é da Dinamarca. Para vocês terem uma noção, o país irá importar lixo de outros países porque eles não produzem mais resíduos que são utilizados para gerar energia. Para entender melhor a situação da Dinamarca, clique aqui.

Fonte: TrendLand, Audaces,Explanada News

Um tributo à criatividade

Que tal unir arte e jeans? O projeto do coletivo taiwanês BlanQ colocou à mostra mais um trabalho envolvendo esse tema. Utilizando jeans da marca Levi’s, o designer Jeffrey Wang desenvolveu uma série de “esculturas”, unidas apenas com joaninhas.

A interpretação das modelos deu o toque final às produções e o resultado você confere abaixo:

Fotos: TrendLand

Para saber mais, acesse: http://www.blanqworld.com/features/Default.aspx

Valliosa Comunicação e @chiaragadaleta na Via Uno

Núcleos de Moda, Mídias Sociais e Imprensa da Valliosa Comunicação visitam a Via Uno e fecham parceria para a realização da Oficina de Transformação com Chiara Gadaleta. O projeto, que será realizado com alunos da Feevale busca alinhar o pensamento criativo com práticas sustentáveis e, assim desenvolver produtos ecologicamente corretos com grande apelo estético.

Fiquem por dentro das novidades sobre a Oficina e dos demais projetos aqui pelo nosso blog e pelo nosso twitter (@jejcomunicacao).

Abaixo, as fotos das nossas equipes junto com Chiara e a estilista da Naturezza, Ângela Jacobus, Fabiano Costa (marketing) e César Minetto.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fotos: Arthur Michaelsen

%d blogueiros gostam disto: