Hermès transforma sobras de couro em arte

A fim de reaproveitar parte do couro que sobra na fabricação de bolsas, a Hermès resolveu transformar retalhos em arte. A maison encarregou os artistas plásticos Lucie Thomas e Thibault Zimmermann (do fabuloso estúdio francês Zim & Zou) de fazer esculturas com o material. Daí surgiu a instalação “The Eternal Jungle”. Trata-se de uma série animais supercoloridos que enfeitam a loja da grife no aeroporto de Hong Kong.  As obras minuciosas demoraram quase 1.000 horas para serem finalizadas.

Essa é mais uma iniciativa bacana do grupo LVMH quanto à reutilização do couro. Recentemente a Louis Vuitton firmou parceria com os Irmãos Campana para o desenvolvimento de belíssimos cabinets de voyage (que são uma espécie de mala) também nessa mesma proposta. A chamada “Coleção Maracatu” contou com apenas exclusivíssimas 12 peças. É o lixo virando luxo!

campana

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: